julho 26, 2022

4 dicas para envolver a liderança em ações de Comunicação Interna

Por Dialog - Time de Conteúdo| 6 minutos
4 dicas para envolver a liderança em ações de Comunicação Interna

A pergunta é simples: como envolver a liderança em ações de Comunicação Interna? A resposta nem tanto. Quem nunca passou por uma dor dessa que atire a primeira pedra. A boa notícia é que estamos aqui para ajudar a resolver essa questão.

Esse público é, ao mesmo tempo, um dos canais mais poderosos para fazer a comunicação correta chegar mais longe e um dos maiores desafios de quem trabalha com comunicação interna. Líderes atuam como ponte entre a companhia (e seus interesses) e os colaboradores, assim como a área de CI. Por isso, ter esse público como aliado é estratégico para comunicadores internos.

O desafio do líder com a comunicação 

De acordo com a State of the Sector 2022, feita pela Gallagher, a terceira maior prioridade para as empresas é melhorar a comunicação da liderança. Os respondentes também apontaram como um dos maiores desafios as “poucas habilidades de comunicação” desse público.

Sendo assim, o envolvimento da liderança nas iniciativas de CI pode servir para desenvolver o viés comunicador dessas pessoas e também garantir que elas engajem seus times nas ações corporativas.

Isso significa que o “como” envolver a liderança em ações de Comunicação Interna é um pouco mais complexo do que parece. Mas calma, nem tudo está perdido.

Leia também:

Use o líder para humanizar a comunicação

As semelhanças entre a Comunicação Interna e a liderança não param na qualidade de ser ponte entre a empresa e os colaboradores. Ambos também têm como prioridade as pessoas e como responsabilidade, seja direta ou indireta, contribuir para que os times se engajem e tragam resultados para o negócio.

De acordo com a pesquisa “Tendências em Comunicação Interna 2022”, realizada pela Aberje e Ação Integrada, 86% das empresas respondentes afirmaram que alocaram orçamentos para implantar, manter ou intensificar a capacitação de gestores comunicadores.

A pesquisa ainda confirma que o cenário atual da Comunicação Interna no Brasil possui a liderança como um dos grandes canais:

  • 68% estão na Comunicação Interna 2.0: canais analógicos e digitais e líder promovendo o diálogo.
  • 21% estão na Comunicação Interna 3.0: canais, eventos, liderança e redes sociais.

É importante salientar que usar líderes como veículos de comunicação não é algo ruim, muito pelo contrário: a humanização de processos é valiosa e deve caminhar lado a lado com a tecnologia.

Nos últimos anos, a discussão sobre digital versus pessoas ganhou espaço. Hoje, já é possível entender que empresas de sucesso não tratam essa relação como rivalidade e sim como aliança.

Dessa forma: como envolver a liderança em ações de Comunicação Interna? Usando a empatia e a humanização como base.

Mas na prática, o que fazer?

Para, finalmente, responder a pergunta tão esperada, compartilhamos algumas dicas para envolver esse público nas iniciativas de Comunicação Interna.

1 – Mostre valor

Antes de tudo, a área de Comunicação Interna deve ser próxima da liderança e mostrar o valor das ações e iniciativas. Afinal de contas, como esperar que líderes se portem como canal e aliados se eles não acreditam no retorno que o projeto ou a campanha terá?

Por esse motivo, a mensuração em CI é tão valiosa. Por meio de dados e métricas, é possível mostrar valor e não deixar nenhuma dúvida referente à importância da comunicação para os líderes .

Saiba mais:

2 – Segmente e evite o excesso

Todos os líderes são importantes. Mas, assim como qualquer grupo de colaboradores, é preciso analisar se a segmentação é necessária. Isso evita a infoxicação (excesso de informação) e fará com que a liderança preste atenção no que for envolvida.

Por exemplo, uma campanha de comunicação de segurança destinada a determinado grupo e/ou filial precisa do apoio e envolvimento da liderança desses colaboradores. A Ação Integrada lista 3 perguntas que devem ser feitas por CI para avaliar se é preciso segmentar:

  1. O que os colaboradores precisam fazer?
  2. Em que os colaboradores precisam se envolver?
  3. Quais informações cada nível de liderança precisa receber e desdobrar com a equipe?

3 – Desenvolva o viés comunicador

Esse ponto é crucial para o envolvimento da liderança. Como canais, líderes representam não só a empresa, mas também a área de Comunicação Interna. Então, é do interesse de CI que esse papel seja bem interpretado.

A habilidade da comunicação, assim como qualquer outra, precisa ser desenvolvida. E não são todos os líderes que a possuem. Por isso, a área de CI deve suportar o público nesse quesito. Isso pode ajudar a evitar erros e possíveis ruídos.

4 – Use o hábito ao seu favor

Já falamos por aqui sobre o hábito digital das pessoas. Nos últimos anos, a preferência dos usuários é o mobile. Segundo a Search Engine Watch, pessoas olham o celular aproximadamente 150 vezes ao dia e 41% dos e-mails são abertos em dispositivos móveis.

Utilizar canais móveis, como uma rede social corporativa, pode ajudar no envolvimento da liderança, sendo algo mais familiar, justamente pelo hábito digital. Se isso não for suficiente, a área de CI pode mostrar como a ferramenta pode promover um novo tipo de interação e aproximação da liderança e suas equipes.

 

PS: Conheça recursos indispensáveis para times de Comunicação e RH. Com o Dialog você agenda conteúdos, segmenta comunicados em poucos passos, analisa rapidamente os resultados e muito mais. Tudo em um único lugar! Fale com nossos consultores e entenda como melhorar o nível de engajamento do colaborador.

Agora você já sabe como envolver a liderança em ações de Comunicação Interna! Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top