junho 15, 2022

Engajamento de colaboradores melhora resultados de negócio; do turnover ao lucro

Por Dialog - Time de Conteúdo| 6 minutos
Engajamento de colaboradores melhora resultados de negócio; do turnover ao lucro

Um fator crucial para o sucesso das organizações começou a ter sua relevância e importância reconhecida nos últimos anos: o engajamento dos colaboradores. Por isso, muitas empresas voltaram seus olhares e esforços para essa pauta que vai além de um simples “vestir a camisa”.

O ato de engajar colaboradores ainda é um grande desafio para as organizações (até mesmo o maior para uma grande parcela, segundo pesquisas nacionais e interacionais). Por esse motivo, entender o universo do engajamento é essencial para destravar resultados na Comunicação Interna e que também impactam no negócio como um todo, como é o caso da queda do turnover.

Neste artigo, responderemos as dúvidas mais comuns e frequentes sobre engajamento de colaboradores. Confira!

Afinal, o que é engajamento?

Quando pensamos no conceito geral, o engajamento nada mais é do que uma relação entre dois sujeitos (no âmbito corporativo: a empresa e seus colaboradores), que deve ter como resultado uma boa experiência para ambas as partes, mas principalmente para aquela que tem o maior interesse em engajar.

Você pode se perguntar se engajamento é sinônimo de dedicação. Olhando pela perspectiva literal, sim. Já na prática, um acaba sendo consequência do outro: pessoas engajadas se dedicam mais. Isso pode ser percebido pela performance e resultados no dia a dia do trabalho.

Por que engajamento é importante?

O engajamento tem papel fundamental na performance dos colaboradores e, consequentemente, nas suas entregas. Como um dominó, isso chega até os resultados da companhia. Engajar é bom para a saúde financeira da empresa. 

Diversos estudos já comprovaram a ligação entre a falta de engajamento e altos índices de rotatividade de profissionais (turnover). Neste caso, existem gastos com o talento que sai da empresa e certo montante perdido devido ao tempo necessário para que a pessoa que entra no lugar aprenda o trabalho.

De acordo com a Gallup, organizações com times engajados possuem:

  • Percentual de faltas 41% menor quando comparado com negócios com funcionários desengajados;
  • Turnover 59% menor;
  • Produtividade 17% maior;
  • Lucro 21% maior;
  • Queda de 58% em acidentes de trabalho.

Leia também:

Se os motivos acima ainda não te convenceram, é preciso falar sobre os benefícios do engajamento para o clima organizacional. Na verdade, os dois itens se alimentam um do outro.

Isso porque profissionais engajados ajudam (e muito) a tornar o clima nas empresas leve e positivo. Ao mesmo tempo, ter um bom clima é essencial para engajar pessoas. Além disso, a experiência do colaborador é muito melhor se existe engajamento.

Resumindo: Engajamento e retenção estão relacionados, pessoas engajadas dão resultado. E lucros para as organizações.

Comunicação Interna e engajamento

Qual é o papel da Comunicação Interna no engajamento? O trabalho da área tem como objetivo alcançar os colaboradores e envolvê-los na cultura da organização a partir da informação. E quando bem feito, resulta em pessoas informadas e engajadas.

É necessário salientar que o engajamento depende da confiança. Colaboradores que não se sentem bem-informados ou deixados no escuro não confiam e, portanto, não engajam.

Sendo assim, a Comunicação Interna precisa de uma estratégia de conteúdo e canais que alcancem seu público interno, não importa onde estejam. Esse é o primeiro passo para engajar. 

Esse cuidado também reverbera no senso de pertencimento do colaborador. Afinal, nada melhor do que sentir que te acolhem onde trabalha, correto?

Além disso, a área serve como ponte entre empresa e colaborador. É por essa relação que CI pode ser suporte de outros departamentos (como o RH) e trabalhar no engajamento do funcionário. 

Inclusive a parceria de Comunicação Interna e Recursos Humanos pode e deve ser estratégica dentro das organizações, visto que ambos possuem o mesmo público e prioridade: o profissional.

Não podemos esquecer de citar que métricas de Comunicação Interna podem ajudar (e muito) no termômetro do engajamento. Ao mensurar as atividades da área, é possível entender se o conteúdo está sendo entregue e entendido pelos colaboradores, o que pode ser melhorado etc.

Como engajar uma equipe?

Eis a pergunta feita e refeita o tempo todo por quem trabalha com comunicação interna. Não existe fórmula de bolo pronta, mas é possível apontar alguns pontos de atenção para empresas que querem engajar de verdade suas equipes.

  1. Líderes têm papel fundamental! Não é segredo para ninguém o quão importante é o papel da liderança na missão engajamento, porque é a personificação mais próxima da organização com o profissional. Líderes devem ser exemplos e espelhar a cultura e valores da empresa. E como engajar alguém se sua relação com seu superior direto é ruim?
  2. Engajar vai além do presente: Um tópico polêmico, mas verdadeiro. Sim, é legal presentear, mas o engajamento não pode (nem deve) ser comprado e sim conquistado. Se sua empresa depende dessa tática para manter uma equipe motivada, então seu público não está engajado de verdade. É preciso trabalhar sua experiência e senso de pertencimento.
  3. Reconhecimento é peça chave: Seja um simples obrigado ou uma promoção, reconhecer é pré-requisito para quem quer engajar. É importante salientar que não é preciso esperar grandes feitos e resultados para reconhecer (nem bom, na verdade). O engajamento surge e se fortalece com o sentimento de constante reconhecimento. Pessoas precisam ser reconhecidas. 
  4. Invista em uma comunicação democrática: Voltando a falar da Comunicação Interna, é preciso pensar em uma estratégia na qual não exista nenhuma distinção, seja por localidade, cargo ou turno de trabalho. Hoje, a tecnologia já dispõe opções que acompanham a mobilidade do usuário, por que não levar isso para o ambiente corporativo?
  5. Engajamento pra vida: Muito se falava sobre vida pessoal e profissional. Deixe esse pensamento para trás, a vida é uma só! Com os novos modelos de trabalho e os demais desdobramentos dos últimos tempos, as empresas precisam entender que, para engajar, olhar só para o corporativo não basta mais. Invista em comunicações, benefícios e iniciativas que promovam equilíbrio e bem-estar.

Saiba mais:

Antes de terminar, muitos perguntam onde há maior engajamento das pessoas no trabalho? Nos locais onde indivíduos são respeitados, valorizados e reconhecidos. Bora engajar?

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando o Blog Dialog para ficar por dentro sobre tudo relacionado ao engajamento de profissionais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top