agosto 26, 2021

Comunicação Interna mais digital, desburocratizada e colaborativa

Por Dialog - Time de Conteúdo| 5 minutos
Comunicação Interna mais digital, desburocratizada e colaborativa

Durante seis meses estive aqui para falar um pouquinho sobre Comunicação Interna na Prática ao lado do Dialog. Encerro este ciclo de artigos trazendo um panorama geral sobre o papel da Comunicação Interna no cenário atual mundial: digital, desburocratizado e colaborativo. 

O relatório Digital 2020 Global Statshot Report – produzido em parceria com a Hootsuite e We Are Social – traz dados que mostram que a tecnologia conectada continua a desempenhar um papel cada vez mais importante em vários aspectos do cotidiano das pessoas. O número de pessoas usando celulares em todo o mundo é de 5,20 bilhões.

(Fonte: Digital 2020 Global Statshot Report)

Hoje não existe mais on e offline e nem comunicação interna e externa. Esses cenários andam juntos, integrados e conectados. Por isso, mais do que falar em Comunicação Interna, podemos pensar em uma Comunicação Digital Estratégica para Colaboradores, onde redes sociais e redes sociais corporativas devem andar sincronizadas e alinhadas aos mesmos valores institucionais. 

Apesar do e-mail ainda ser a plataforma de comunicação mais usada no trabalho, há um crescimento significativo no uso de redes sociais para esta finalidade, principalmente em colaboradores na faixa etária entre 16 e 24 anos.

(Fonte: Digital 2020 Global Statshot Report)

O digital veio para conectar as pessoas independente de onde estão. Uma empresa pode criar networking entre colaboradores de cidades diferentes. Pode permitir que o mesmo conteúdo e informação que chega para quem está em Rio Branco, no Acre, chegue para quem também está na unidade de São Paulo. Além disso, esse material pode ser acessado e visualizado a qualquer momento ou em tempo real de qualquer lugar que se esteja. 

A desburocratização está presente em todo lugar. As pessoas querem tudo ao alcance de um clique, não mais enfrentar filas e processos longos e demorados. Diante deste cenário, na Comunicação Interna não poderia ser diferente. Ela precisa acompanhar também essa transformação em que estamos vivendo no mundo todo. Os colaboradores da sua empresa fazem parte de 60% da população mundial conectada à internet. 

Tudo precisa ser feito aqui e agora, alcançar um maior número de pessoas e reduzir os ruídos na comunicação. Por isso, que a Comunicação Interna Digital veio para transformar e reinventar a forma das empresas se comunicarem com seus colaboradores e para ajudar nesta missão, surgiram os apps de Comunicação Interna como o Dialog que levam informação com agilidade e efetividade para centenas de colaboradores ao mesmo tempo. Além de permitir uma comunicação colaborativa no qual as pessoas ganharam voz e querem participar de todo o processo.

Walter Longo fala sobre a importância de processos colaborativos no livro Marketing e Comunicação na Era Pós-Digital (inclusive, eu recomendo a leitura). “A beleza dos sistemas colaborativos é que eles organizam as contribuições, fazendo que o todo seja sempre maior que a soma das partes. Trabalhando em grupo, cada colaborador desenvolve melhor compreensão do problema e pode contribuir criativamente para o processo”. Como ele mesmo cita, em um processo colaborativo um mais um se torna três devido a capacidade de conectar as pessoas e estimular a criação de novos valores, ideias e realizações. 

Por meio de um app de Comunicação Interna é possível lançar enquetes e quiz. Integrar sistemas. Garantir acesso a TV Corporativa de forma remota. Conectar colaboradores e engajá-los na produção de conteúdo. Publicar agenda de eventos e promover eventos virtuais dentro da própria plataforma. Enviar notificações e muito mais. Confira no artigo “18 formas do Dialog otimizar a Comunicação para o colaborador e o profissional de CI” as possibilidades de turbinar a sua Comunicação Interna. 

Acho importante ressaltar também que não basta ser digital, a empresa precisa ter alma digital. Em uma mesma empresa, diferentes gerações convivem. E por mais que tenhamos cada vez mais pessoas conectadas às tecnologias, o novo também pode assustar. Por isso, também é necessário considerar nas estratégias de CI treinamentos para ensinar como usar, os recursos e benefícios das redes sociais corporativas, estimular o engajamento e interação com este novo que começa a surgir. Uma ação que pode ser positiva seria fazer com que os colaboradores “heavy users” da plataforma auxiliem grupos de colaboradores que têm mais dificuldade em usar a ferramenta. 

Espero que tenham gostado das contribuições para o Blog Dialog. Deixo aqui meu agradecimento a todos e que possamos nos encontrar em breve em outros projetos. Deixem aqui os comentários e acessem também os outros artigos da série Comunicação Interna na Prática: 

  1. Personas para Comunicação Interna 
  2. Comunicação Interna além do Jornal Mural 
  3. Comunicação Interna 4.0 e a transformação da narrativa em experiência 
  4. Community Management: crie conexões reais com a sua comunidade interna
  5. Minha empresa tem uma rede social corporativa. E agora?

Se você gostou do artigo, deixe seu comentário!

Milena Lins é jornalista pela Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP, (2006); Especialista em Marketing pela Faculdade de Administração e Direito de Pernambuco – FCAP/UPE, (2017).
Encontre a Milena no LinkedIn.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top