agosto 16, 2021

Comunicação Interna e digitalização são alavancas para ESG

Por Dialog - Time de Conteúdo| 3 minutos
ESG

ESG (Environmental, Social and Governance ou ambiental​, social e governança, em português) é um dos temas que tem ganhado mais relevância dentro das grandes organizações nos últimos tempos. Já falamos aqui no Blog Dialog sobre o conceito e como começar a tratar a pauta.

Segundo pesquisa realizada pela Talenses Executive, 30% das empresas possuem ações de ESG de forma descentralizada, enquanto 25% possuem agendas estruturadas e 37% não. 

Quando falamos sobre áreas responsáveis por cuidar desse tema, as realidades variam, como mostra o quadro abaixo.

ESG

Independentemente da área responsável, CI tem um papel relevante no ESG. Abordamos isso, a seguir, com a diretora de Conteúdo e Relações Institucionais no Great Place to Work, Daniela Diniz. Ela também relaciona o tema a uma pauta latente nas empresas: a digitalização.

Assista uma entrevista exclusiva sobre ESG – clique aqui para ver o quinto episódio do Dialog Talks

O papel da Comunicação Interna em ESG

Daniela reforça a importância de investir na comunicação sobre ESG para todos os colaboradores da empresa. 

“Se a gente não desenvolve, não explica, não fala o que é isso para as pessoas, não adianta você colocar como uma pauta do conselho. É óbvio que você vai discutir isso no conselho, mas tem que descer para todo mundo: o que é isso, porquê estamos fazendo isso, como você deve se comportar nesses três grandes pilares, nessa grande agenda. E quem pode ajudar nisso? O RH e a Comunicação”.

Inclusive, o jeito e o meio de comunicar precisa de atenção para que a mensagem seja absorvida. “Se a gente olhar para o passado, a comunicação eficiente era feita no papel. A gente passou pelo boom da intranet e veio a parte da digitalização, mais rápida de se comunicar”.

Digitalização favorece trabalho de ESG

Falando nisso, Daniela comenta sobre a importância de olhar pela perspectiva dos ganhos que a digitalização traz para os processos de ESG ao “tornar tudo mais transparente, muito mais ágil e facilitar o trabalho em si”.

“A pandemia vem acelerando vários comportamentos e facilitando tudo isso. Como eu posso fazer esse processo de transformação digital que a gente está vivendo, de aceleração do mundo dos negócios e do trabalho e acelerar essa agenda [de ESG] na minha empresa”.

Entretanto, a ligação – segundo ela – não é instantânea, já que depende de mudança de comportamento. “É uma questão de longo prazo dentro de uma agenda urgente”.

Curtiu o conteúdo? Deixe seu comentário e compartilhe este texto com seus colegas 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top