outubro 13, 2020

4 tendências de Comunicação Interna para se observar em 2021

Por Dialog - Time de Conteúdo| 7 minutos

O ano de 2020 definitivamente foi diferente de tudo que qualquer empresa viveu em décadas. Ele mudou completamente os comportamentos de consumo, a forma de trabalho, as preocupações corporativas e inverteu tudo aquilo que parecia certo, o que fomentou em algumas tendências de Comunicação Interna. 

O impacto nesse setor pode ser explicado pelo fato de que os funcionários precisaram e ainda precisam ser orientados para passar por tantas transições.

Por isso, com os aprendizados de um ano duro e que forçou muitas mudanças, hoje conversamos sobre quatro dessas tendências de Comunicação Interna que surgiram dos tempos incertos e irão se destacar em 2021. Acompanhe!

Quais são as 4 principais tendências de Comunicação Interna para 2021?

1. Valorização do setor de CI

Nós já tínhamos comentado por aqui que muitos cargos de liderança entendem a necessidade dos esforços de Comunicação Interna (CI), mas ainda têm dificuldade em compreender em profundidade os impactos de ações no dia a dia da empresa. Inclusive, falamos dos indicadores de Comunicação Interna como argumento para dar credibilidade ao trabalho dessa área.

Mas o fato é que o ano de 2020 foi único e surpreendente, para dizer o mínimo. Lidar com as angústias, o estresse e o futuro dos funcionários em meio a uma pandemia é algo que botou todos os setores de CI à prova.

E não foi só isso, é claro. A passagem forçada para um cenário de trabalho remoto também exigiu que as equipes revissem processos e ferramentas com muitas rapidez.

Depois deste ano, ficou muito claro que não há mais espaço para empresas pouco digitalizadas. Agora, mais do que nunca, é o momento de modernizar a intranet corporativa, por exemplo, como uma forma de manter o engajamento dos trabalhadores.

Para 2021, pode-se esperar que o profissional de CI seja mais valorizado e que mais recursos sejam destinados ao fortalecimento dessa área que, até então, não estava na lista de prioridades de muitas empresas.

2. Novos processos

E já que começamos a falar da pandemia e do processo forçado de digitalização pelo qual as empresas passaram e estão passando, existe ainda um outro aspecto pelo qual ele pode ser visto. 

Para se adaptar ao cenário de trabalho remoto, as empresas precisaram criar novas formas de manter as equipes atualizadas do status de cada tarefa. Precisaram também entender como usar as novas ferramentas de comunicação para poder realizar reuniões e trocar informações com outros times dentro da companhia. 

Além disso, há também o caso dos trabalhadores que estão em campo porque não têm a opção de continuar as suas atividades a partir de casa. Ter um canal de comunicação livre com eles se tornou vital. A comunicação precisa ser em tempo real.

Tudo isso significa estabelecer novos processos, como no caso dos treinamento em ferramentas e da capacidade de comunicação de emergência. Com isso, os canais de Comunicação Interna se tornam vitais, já que é nesses espaços que os funcionários vão buscar orientações sobre os novos modos em que devem proceder. 

Para 2021, a tendência é que mais investimentos sejam feitos em ferramentas digitais para a área de CI.

Elas serão valorizadas não apenas porque mantêm os funcionários motivados e conectados à cultura da empresa, mas também porque 1) viabilizam uma comunicação ágil toda a empresa e 2) são capazes de mensurar a performance das campanhas de RH. Assim, a companhia consegue saber se as orientações concedidas aos funcionários estão chegando até eles e sendo absorvidas.

3. Atenção a quem está na linha de frente

Ao longo da pandemia, vimos que uma classe de trabalhadores ser citada com muita frequência por todos, empresas, governos e veículos de mídia: os trabalhadores essenciais.

Eles são aqueles funcionários que estão em contato direto com o cliente nas lojas, os que trabalham na organização do galpão de mercadorias para que elas sejam entregues e, resumindo, todos aqueles que não podem parar de trabalhar presencialmente, mesmo quando a maior parte dos demais estão em casa.

Geralmente, esses são os funcionários que são menos abrangidos pelas campanhas de CI porque estão mais distante de um computador, por exemplo, e do próprio escritório. Porém, durante a pandemia, eles ganharam uma extrema relevância, já que estavam se expondo ao vírus para manter a operação. 

Seja para agradecer o esforço e fazer com que eles se sintam parte da empresa, ou para garantir que esses profissionais sejam acessados por qualquer comunicado da empresa, a comunicação com eles precisa mudar. O uso do celular para alcançar todos os funcionários torna-se prioritária.

Por isso, para 2021, o desafio será encontrar plataformas que funcionem a comunicação com todos aqueles trabalhadores que não estão o dia inteiro diante de um laptop. 

4. Bem-estar do funcionário na lista de prioridades

É claro que as empresas já se preocupavam com os seus funcionários, mas isso acontecia majoritariamente considerando o contexto de trabalho e do dia a dia corporativo. Os riscos à saúde do funcionário que eram levados em consideração eram calculados pensando no que poderia acontecer com eles dentro da empresa.

Porém, nesse ano, eles estiveram fora da empresa e mais expostos a riscos do que nunca. Do ponto de vista da saúde física, o coronavírus representava um perigo a todos, especialmente aqueles pertencentes aos grupos de risco.

Além disso, o isolamento da quarentena, o trabalho solitário a partir de casa e a ansiedade de estar vivendo um momento de tantas incertezas afetou também a saúde mental dos colaboradores. O burnout, por exemplo, se tornou ainda mais comum por conta desse acúmulo de sentimentos.

E, é claro, tudo isso afeta a motivação e a produtividade dos times, o que também significa que afeta a capacidade da empresa se recuperar mais rapidamente de um ano complicado.

Portanto, para 2021, a tendência é que as empresas estejam cada vez mais envolvidas em garantir o bem-estar dos funcionários. Seja oferecendo planos de saúde melhores, disponibilizando atendimentos psicológicos para quem estiver se sentindo inseguro ou enviando cadeiras de escritório confortáveis para os trabalhadores, as organizações vão precisar demonstrar que estão dispostas a tornar o momento mais fácil.

Diante desses cenários, a ferramenta da Dialog se torna ainda mais importante como um canal de CI que aproxima o RH dos funcionários de verdade. 

Com a nossa plataforma é possível mensurar em detalhes a recepção dessas tendências de Comunicação Interna, além de fornecer um canal de comunicação envolvente e democrático, que chega para toda a empresa. E o melhor: ele é personalizável para as necessidades da sua organização.

Entre em contato com a nossa equipe para saber mais sobre porque a nossa ferramenta oferece uma intranet atual e que funciona para manter os seus funcionários engajados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
Close Bitnami banner
Bitnami