fevereiro 4, 2021

Comunicação interna: motivos para diminuir o peso do offline e investir no digital

Por Dialog - Time de Conteúdo| 5 minutos

A evolução da tecnologia tem resultado em mudanças em quase todos os aspectos da interação social. Pessoas com diferentes perfis ganham espaço no ambiente digital, diariamente, remodelando a maneira de se comunicar em grupo. Entendendo que esse mesmo cenário é repetido dentro das empresas, é preciso repensar os canais de comunicação interna para ganhar efetividade nas ações com os colaboradores.

Cartazes impressos, adesivos, jornais, eventos presenciais e outros tantos elementos da tradicional comunicação offline foram muito importantes para a área de CI nos últimos anos. 

Contudo, a mudança de hábitos de consumo de conteúdo pede também investimento em canais digitais para alcançar com a mesma mensagem, rapidamente, funcionários em diferentes locais, turnos e contextos. Somado a isso, ainda há o viés contemporâneo dado à aproximação com o colaborador e à mensuração instantânea de resultados.

Perigos por trás de uma comunicação interna 100% offline

Como já afirmamos anteriormente em outros artigos, aqui no Blog Dialog, a Comunicação Interna possui papel importante na estratégia da empresa. Por isso, a forma escolhida de levar a informação até os colaboradores dita a eficácia do seu recebimento e a assimilação da mensagem.

No caso da comunicação interna offline, temos que analisar, pelo menos, dois pontos:

  1.   Número de canais necessários para atingir todos os colaboradores,
  2.   Presença física integral.

Na verdade, esses dois pontos estão atrelados, já que dados como número de colaboradores e tamanho físico da empresa ditarão a quantidade de canais offline necessários para informar a todos.

Imagine a seguinte situação: a empresa “X” conta com centenas de funcionários, que estão espalhados em diferentes blocos da planta. A CI da “X” usa como principal forma de comunicação os murais físicos, já que a maioria dos colaboradores não têm acesso ao e-mail corporativo.

Para chegar a esse público, um colaborador do time de CI precisa imprimir uma cópia de comunicado e afixar em cada um dos murais que existem nos diferentes blocos.

Agora, imagine que a “X” dispare cerca de três mensagens diárias. O responsável por atualizar os murais tem duas opções: fazer três viagens por dia para atualizar o painel ou esperar o final do expediente para fazer a troca de uma vez só. E torcer para que não haja erro ou atualização que demande trocas.

De qualquer forma, existem resultados negativos: caso opte pela primeira opção, o funcionário que atualiza os murais perderá muito tempo para completar essa troca (imagine que, nesse exemplo, cada saída para troca de comunicados leve 30 minutos. Caso faça três vezes ao dia, o colaborador investirá 1h30 só nessa atividade).

Já no segundo caso, a perda é por parte dos colaboradores. Se um dos comunicados enviados ao longo do dia tem caráter de urgência ou trata-se de um assunto delicado (reajustes, por exemplo) e há a demora em informar todos, surge a brecha para ruídos e boatos, já que funcionários que têm acesso ao e-mail podem comentar sobre o assunto com aqueles que não têm.

Somado a isso, ainda existem os custos de manutenção desse tipo de comunicação: desde a impressão de materiais (revistas, jornais, comunicados para mural etc.), passando pelo esforço para produção de conteúdo em vídeo para TVs corporativas e chegando ao pagamento de fornecedores de coffee breaks em encontros presenciais.

Em tempos de pandemia e com a crescente absorção do modelo home office, a comunicação interna digital é a resposta para manter colaboradores informados e engajados sem estourar o orçamento da área.

A luz no fim do túnel é digital

Ao investir em uma comunicação interna digital, as empresas se mostram aptas à evolução tecnológica sem prejudicar os interesses de seus clientes internos: os colaboradores.

Várias são as vantagens desse modelo de comunicação: atingir os profissionais da empresa onde quer que estejam, engajar de forma interativa (no caso de rede social corporativa é possível usar recursos de gamificação), evitar ruídos e fake news

Com a comunicação em tempo real e sem distinção de cargos e/ou localidade, a empresa constrói uma relação de confiança e transparência com os colaboradores, resultando em um bom clima organizacional e engajamento por parte dos funcionários. Consequentemente, há um retorno financeiro por trás disso, como a diminuição de turnover, aumento da produtividade e assertividade nas tomadas de decisões.

Além disso, com a CI digital, o tempo do time de comunicação é melhor aproveitado, visto que suas atividades podem estar concentradas dentro do escritório. Voltando ao exemplo, já parou para pensar que um profissional pode perder 1h30 todos os dias apenas para distribuir cartazes impressos?

Já falamos por aqui sobre os benefícios da CI em tempos de pandemia, mas também é importante olhar para o trabalho da área também no mundo pós-pandemia!

Por esse motivo, se a comunicação interna da sua empresa ainda não é digital, que tal começar 2021 mudando isso? Invista em uma ferramenta que ofereça resultados eficientes por um investimento justo.

Dialog.ci é um superapp, que une rede social corporativa e hub de serviços de RH, que pode levar a comunicação interna da sua empresa a outro patamar.

Gostou do artigo? Não deixe de comentar! Acompanhe o Blog Dialog e saiba mais sobre a comunicação interna online e RH digital!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top
Close Bitnami banner
Bitnami