janeiro 22, 2021

Empresas irão depender da Comunicação Interna para superar desafios no mundo pós-pandemia

Por Dialog - Time de Conteúdo| 4 minutos

O ano de 2020 ditou o tom, mas em 2021 a Comunicação Interna promete ocupar seu lugar de destaque nas organizações. Isso porque, apesar de CI ter um papel importante para a estratégia e os resultados de negócio, sabemos que nem sempre houve a priorização do tema ou mesmo uma área interna com time definido.

Mas veio a pandemia para abrir os olhos de muitos líderes para o desempenho da Comunicação Interna, especialmente num momento em que foi preciso ter os colaboradores muito próximos e alinhados com a cultura corporativa para, assim, atravessar o momento de dificuldade. E deu certo para muitos! 

Comunicação Interna: tirando vantagem da crise

De acordo com a consultoria Deloitte, as crises possuem três etapas: responder, recuperar e prosperar. Na pandemia de Covid-19, respostas como home-office foram dadas. Agora, é preciso buscar a recuperação para prosperar. 

Olhando o quadro global, é provável que empresas adotem ambientes operacionais enxutos e aumentem a demanda de mensagens para se comunicar com os colaboradores. Para isso, as empresas precisam reavaliar a estratégia de comunicação e engajamento com funcionários em um cenário pós-pandemia.

É nesse momento que a área de comunicação interna deve “vender seu peixe”, mostrando o quão essencial seu trabalho é para a companhia como um todo (e deixar isso claro para todos). 

Mas como fazer isso? Falamos a seguir!

CI assumindo sua posição estratégica no negócio

Para levar a Comunicação Interna para o próximo patamar, assumindo uma posição estratégica dentro do negócio (e sendo reconhecida como tal), quatro pontos devem estar bem amarrados.

  1. Aproxime-se da liderança: entenda quais são as novas prioridades e como isso impacta a visão da empresa. Assim, fica mais fácil passar uma mensagem mais assertiva aos colaboradores, alinhando expectativas e trabalhando na união para a superação dos novos desafios.
  2. Ouça os colaboradores: pessoas que não se sentem ouvidas (ou acreditam que suas opiniões não são devidamente valorizadas) tendem a não engajar com uma causa – nesse caso, a pauta corporativa.. Então, a CI precisa incentivar que os funcionários falem e, ao mesmo tempo, que a liderança ouça. E, por fim, que algum retorno seja dado, com a implementação ou não do que foi sugerido.
  3. Firme parceria com o RH: A área de Recursos Humanos, assim como CI, tem como público-alvo os colaboradores. Por que não unir forças e tentar remediar as dores do outro departamento? A comunicação trabalha diretamente com o engajamento e pessoas engajadas não saem facilmente da empresa. Portanto, a CI passa a contribuir com a diminuição do índice de turnover, um dos principais problemas de RH e muito custoso para as companhias.
  4. Planeje-se: é preciso conhecer o perfil dos colaboradores para entender qual a melhor forma de comunicar. Para isso, o bom e velho planejamento é seu amigo nessa construção de uma CI mais estratégica. Uma dica de ouro é criar personas para o público interno, entendendo mais que características gerais como faixa etária, sexo e setores. Atribuindo a elas nuances como rotina, meios de informação, sonhos que a empresa ajuda a alcançar etc.

Na etapa da recuperação, a comunicação é mais difícil: com um cenário tão diferente e um futuro incerto, a CI é a rocha na qual os colaboradores se apoiarão para construir e/ou manter uma relação de confiança com as empresas.

Ganhe mais destaque ao investir em canais digitais

A digitalização da comunicação é o que vai ajudar a colocar a CI mais próxima do sucesso. O motivo é simples: ao utilizar ferramentas digitais, é possível atingir – independentemente de distância – todos os colaboradores de forma igualitária.

Além disso, metrificar a comunicação interna é parte obrigatória para quem quer mostrar o verdadeiro valor do trabalho da área. Uma tarefa simples em canais digitais. Relatórios e estatísticas que não deixam dúvidas do trabalho executado.

O Dialog é um superapp que tem como objetivo revolucionar a relação entre colaboradores e empresas ao oferecer um espaço que, ao mesmo tempo, é uma rede social corporativa personalizada e um hub de soluções de RH. 

Com ele, a CI desempenha um novo papel dentro da companhia, promovendo um espaço de troca de conhecimentos junto com a comunicação corporativa.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário!

Acompanhe o Blog Dialog e fique ligado nas novidades do mundo da Comunicação Interna e RH Digital! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top