abril 29, 2021

Lives se firmam como recurso de Comunicação Interna; saiba usar corretamente

Por Dialog - Time de Conteúdo| 5 minutos
Lives se firmam como recurso de Comunicação Interna; saiba usar corretamente

As lives se mostraram uma ótima opção para a reinvenção da Comunicação Interna em tempos de pandemia. O recurso, que não é exatamente uma novidade fora do ambiente corporativo, ganhou notoriedade dentro das organizações por conta do cenário de distanciamento social. Mas não se engane: ela veio para ficar!

Segundo a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), o número de instituições que passaram a trabalhar com as transmissões ao vivo aumentou consideravelmente logo depois do início da pandemia. Mas qual será o cenário pós-pandêmico? O Blog Dialog conversou com dois profissionais da área de comunicação sobre o tema. Confira!

Lives na Comunicação Interna: de aposta a parte do planejamento

Para Mariana Caetano, videomaker da In Press Oficina, as lives já eram muito usadas, mas que é “notório o crescimento do consumo dessa modalidade atualmente. Acredito que isso vá se manter após a pandemia, por ser uma ferramenta de fácil acesso e grande utilidade”.

Gerente de Marketing & Sales da In Press Oficina, Felipe Chaves complementa:

“Até os primeiros seis meses da pandemia, ficamos ‘o que vai continuar? O que não vai? Será que a gente volta para o que era antes?’ e eu acho que a gente não vai voltar para o que era antes. Agora é daqui para frente. Acabando a pandemia, não tem essa de ‘vamos voltar para o normal, para o presencial’. Não, todo mundo está com a cabeça no home office, no virtual. Então com certeza os eventos online vão permanecer”.

Para ele, quando os eventos presenciais puderem ser retomados, haverá adesão e crescimento nessa modalidade até mesmo por necessidade por parte dos colaboradores em ter contato humano, mas as lives também seguirão fortes.

“Tenho toda certeza que a facilidade que as empresas conseguem alcançar mais pessoas, mais usuários, pelo digital… isso não vai enfraquecer com o final da pandemia”.

Existe também outro ponto a ser observado: no momento atual, muitas empresas contratam pessoas que não moram perto da sede dessas organizações. Sendo assim, as lives precisam ficar para manter os colaboradores informados e engajados, independentemente de pandemia.

A In Press Oficina inclusive tornou-se uma das empresas que deixou de contar com apenas profissionais residentes na cidade sede (Brasília, DF). Felipe conta que, mesmo depois de uma volta à normalidade, não seria possível um evento presencial com todos, sendo assim, as lives fazem parte do presente e futuro da CI da organização.

“Eu preciso partir para o digital para abranger todo mundo, porque as pessoas estão se tornando cada vez mais nômades, cada vez mais trabalhando fora das bases, fora dos escritórios”, afirma o gerente.

Ampliando o poder da mensagem de CI

É claro que, no cenário atual, as lives foram adotadas de forma “forçada” por muitas organizações, mas isso não significa que essa ferramenta não tenha muitos benefícios quando falamos de Comunicação Interna.

Questionados sobre isso, Felipe e Mariana citam alguns dos benefícios em adotar essa recurso:

  • As lives trazem, cada vez mais, a sensação de proximidade em um momento de distanciamento social;
  • É possível se comunicar com o seu público interno, ampliando o poder de comunicação e o alcance da mensagem que a CI deseja passar;
  • Alinhar ainda mais a mensagem da Comunicação Interna à cultura da empresa e ainda estar ligado às tendências de consumo dos colaboradores.

Foco em fazer com qualidade!

É importante planejar antes de adotar lives como recurso de CI. Entenda seu público interno, como eles consomem conteúdo e, então, construa uma estratégia para colocar o projeto em prática.

O que vai ser tratado nessas transmissões? Existe periodicidade? Como incentivar a participação? Essas são algumas das respostas que você precisa ter antes de colocar sua primeira live no ar.

Além disso, Mariana deu duas dicas sob a perspectiva técnica das transmissões.

  • Sempre foque em tornar o seu conteúdo atrativo, com a utilização de vinhetas, efeitos sonoros e boa iluminação. Escolha um local silencioso e visualmente interessante. Utilize equipamento de captação de imagem e/ou áudio com qualidade boa.
  • Produza um roteiro com o conteúdo, insira momentos de descontração e incentive a interação do público pelo próprio canal ou por canais de apoio.

Lives e Dialog

O Dialog conta com uma feature que permite a transmissão de lives dentro do aplicativo. Dessa maneira, sua empresa consegue transmitir eventos, workshops e palestras pelo canal oficial de comunicação interna. Ou seja, é possível centralizar e tornar ainda mais fácil o acesso dos seus colaboradores a esse formato de conteúdo.

Ficou curioso para entender o funcionamento? Entre em contato conosco!

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando o Blog Dialog para saber mais sobre tendências de CI, RH e inovação. Ah, comente o que achou deste artigo, abaixo 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top