agosto 19, 2021

Digitalização e entendimento do público operacional aceleram a Comunicação Interna no Varejo

Por Dialog - Time de Conteúdo| 5 minutos
Dialog Talks #08 (CI no Varejo)

A Comunicação Interna no Varejo tem seus próprios desafios, como já comentamos por aqui. Colaboradores da parte operacional sem acesso a e-mail corporativo, turnos variados, ambientes de trabalho diferentes e um desengajamento com a cultura corporativa que acelera a rotatividade.

Sendo assim, como chegar, informar e engajar o colaborador que está na ponta do negócio, de modo a oferecer uma experiência semelhante à vivenciada pelos profissionais que trabalham na parte administrativa? 

Essa pergunta-chave norteou a conversa do oitavo episódio do Dialog Talks, que contou com a participação da Coordenadora de Comunicação no Carrefour Brasil, Polyana Francisco, e do Head de Negócios e Estratégia na Portal Publicidade, Leonardo Gonçalves.

Você pode assistir o programa na íntegra clicando no play.

Se inscreva no nosso canal do YouTube e ative as notificações para ficar por dentro de tudo!

Desafios da Comunicação Interna no Varejo pelo olhar dos especialistas

A pulverização de colaboradores, como já citado antes, é um obstáculo. Mas a distância entre pontos não é o único agravante. Leonardo comenta sobre outros três desafios:

  • Comunicação assíncrona: Colaboradores acessando a mesma informação em diferentes momentos. Isso cobra da área de CI uma estratégia especial;
  • Regionalização: Indo além da simples distância, o profissional comenta sobre a adaptação de tom necessária para os diferentes locais que uma mesma varejista está presente;
  • Velocidade e comunicação externa: O ritmo da comunicação no varejo, segundo ele, é muito forte. Por isso, a CI precisa ser ainda mais rápida que a comunicação externa, já que os colaboradores devem saber sobre o que acontece na empresa por veículos internos, não por fora.

Polyana Francisco lembra que públicos diferentes demandam soluções diferentes. É preciso entender as várias realidades no setor: conhecer o centro de distribuição, ver como o produto chega, como é distribuído, como chega na loja e, consequentemente, saber quais são as necessidades dos times.

A gente está desenvolvendo um projeto que está envolvido com o aplicativo do Dialog. Ele surgiu a partir de conversas que a gente teve com o pessoal de Operação, ouvindo mesmo (…). Se não, a gente fica preso dentro do escritório, com nosso conceito de comunicação mais acadêmico e jogando campanhas que as pessoas não vão absorver, porque elas têm outras 200 coisas para pensar na loja”.

Digitalização como solução

A primeira dica dada para minimizar problemas da Comunicação Interna no Varejo é a atualização constante. Segundo Leonardo, é preciso saber quais são as tendências, novos formatos e ferramentas de comunicação. Para ilustrar, no vídeo ele compartilha um case do Grupo Petrópolis que precisava falar com os colaboradores sobre compliance. Vale o play no episódio!

Já pela perspectiva da varejista, Polyana falou sobre a importância de ouvir as pessoas. Ela conta que o Carrefour trabalha com dados e pesquisas na área de CI para entender como funciona o negócio há alguns anos.

Outra iniciativa tomada pela área de comunicação do grupo foi usar a tecnologia, como o aplicativo de comunicação interna do Carrefour (desenvolvido pelo Dialog), não só como fonte de informações, mas também como ferramenta que ajude os colaboradores durante a rotina de trabalho.

“Uma coisa que estamos fazendo agora e está sendo muito bem-vista pela operação, ou seja, pelas pessoas que estão ali no dia a dia da loja é a gente unificar, dentro do aplicativo, informações importantes para o dia a dia deles, diminuindo o envio de e-mails, diminuindo a demanda para o líder, porque ali ele [colaborador] não precisa ter uma conta ou e-mail Carrefour para acessar o aplicativo. Então, isso facilita muito. Isso é ajudar o negócio a funcionar”.

Outros benefícios da Comunicação Interna digital

A comunicação segmentada é possível e facilitada pela digitalização. Esse ponto inclusive ajuda a vencer o desafio da regionalização, citado no começo do episódio, levando à melhora no engajamento dos colaboradores.

Além disso, a necessidade de mostrar as métricas e indicadores de Comunicação Interna é facilmente resolvida por ferramentas digitais.

Por fim, o digital também possibilita uma visão geral atualizada da empresa. “Isso ajuda muito a definir estratégia, desde o e-mail ou notificação que vou disparar até uma ação maior, de campanhas grandes”, destaca Leonardo. 

Relação entre RH e CI no Varejo

Leonardo Gonçalves é categórico: sob o mesmo guarda-chuva ou não, as áreas de Recursos Humanos e Comunicação Interna devem ser unidas pela cultura organizacional.

A coordenadora de comunicação complementa comentando como a relação entre as áreas deve ser construída diariamente. A CI no Carrefour, segundo ela, tem uma forte parceria com o RH, em especial com os parceiros de negócio (business partners) que estão junto da operação.

“Construir essa parceria com os business partners garante que teremos o apoio de RH nas nossas comunicações e que as nossas comunicações estejam alinhadas às demandas e estratégia da companhia. E o RH vai nos ajudar a entender: é o momento? Como é que está acontecendo? Como está a situação? E eu acho que, com isso, somos mais assertivos”.

 

PS: Conheça recursos indispensáveis para times de Comunicação e RH. Com o Dialog você agenda conteúdos, segmenta comunicados em poucos passos, analisa rapidamente os resultados e muito mais. Tudo em um único lugar! Fale com nossos consultores e entenda como melhorar o nível de engajamento do colaborador.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to top