Como a Leão usa um super app para transformar a comunicação interna na indústria

por | 06/06/2022 | Cases, Comunicação Interna, Talks

A Comunicação Interna tem se transformado com o passar dos anos. Tornou-se mais estratégica, deixando de ser meramente suporte de outros departamentos para impactar de forma direta o negócio como um todo. Inclusive a comunicação interna na indústria, um setor que tem uma parcela altamente significativa de colaboradores operacionais e/ou espalhados em diferentes plantas. Alcançar e engajar todas as pessoas é um desafio e tanto, mas que pode ser superado com a ajuda da tecnologia, como veremos no caso da Leão Alimentos e Bebidas.

Responsável pela produção de chás e bebidas para infusão do portfólio da Coca-Cola no Brasil, a empresa lançou em janeiro de 2022 um novo canal de Comunicação Interna, o LeOn, super app desenvolvido pela Dialog.

Para falar sobre o aplicativo e sobre como fazer Comunicação Interna na indústria, o sétimo episódio da segunda temporada do dialog talks contou com a participação de Fabiano Rangel, head de Desenvolvimento Organizacional e Institucional na Leão Alimentos e Bebidas.

Você pode assistir ou escutar o episódio clicando nos players abaixo.

Acompanhe nossas redes e não perca nenhum conteúdo!

O desafio de alcançar colaboradores na indústria

Fabiano explica que estar mais próximo de todos os funcionários sempre foi um desafio para aqueles que trabalham no setor industrial como um todo. Ele ainda ressalta que, ao olhar para o dia a dia da indústria, a dinâmica é muito própria e conta que, no caso da Leão, a empresa já vinha analisando como se aproximar do seu público interno.

A pandemia foi um grande momento de virada de chave: pessoas no administrativo – que tinham a oportunidade de vivenciar os espaços físicos (lidos como espaço de comunicação por Fabiano) – estavam espalhadas e trabalhando em casa.

Surgiu assim o questionamento de como comunicar não mais a partir desses espaços e, sim, como estar presente na vida dos colaboradores não importa onde estivessem. Nesse momento, foi descoberto o desafio de alcançar e comunicar não apenas a base operacional, mas também o time comercial, que tem acesso aos canais digitais e estão espalhados pelo país.

Outro desafio que foi entendido pela empresa foi o de aproximar os times operacionais, administrativos e comerciais entre si. E foi aí que o projeto LeOn nasceu.

“O mote foi: como posso estar junto a todos os funcionários o maior tempo possível disponível? E a gente entendeu que uma ferramenta como o LeOn seria de fato um canal de comunicação e geraria uma aproximação que nos permitiria ser um canal de interação do funcionário com a empresa. E mais: despertando uma potência que a gente acredita ser muito forte dentro da organização de interação para cocriação dos funcionários”

Aplicativo de comunicação interna como resposta

O head explica que o super app precisa ser combinado com um planejamento estratégico. “Eu não posso permitir com que isso seja apenas uma rede social em que as pessoas postem seu dia a dia dentro da organização. Eu preciso criar um hub de conexão do funcionário com a organização a partir de todas as suas necessidades”.

Com isso a empresa embarca em uma jornada de integração cada vez mais intensa de todas as funcionalidades interativas do colaborador com a Leão plugadas dentro do app.  Seja por necessidades transacionais até à academia de desenvolvimento e o acesso às transações de workflow.

Durante a entrevista, Fabiano explica como a companhia criou uma estratégia que incentiva a presença dos colaboradores na ferramenta.

“A gente ressignificou nosso papel de comunicação: a gente deixa de ser o provedor da informação e do conteúdo e passa a ser, quando muito, um tutor, um apoiador, um facilitador. O protagonismo do conteúdo vem da potência das áreas, que por sua vez, precisam interagir com a organização e com os funcionários”.

Rangel afirma que quanto mais conectar a necessidade de integração e comunicação do funcionário com a organização em uma plataforma como o LeOn, melhor. E os resultados aparecem, mesmo em pouco tempo.

“A gente já alcançou uma adesão que supera os 90% de toda a base da organização. Isso significa que, se até ontem, eu alcançava no máximo 30% com a comunicação que eu tinha, no ponto de vista de disposição de informação, hoje eu estou alcançando quase 100% e estou chegando onde queria chegar, que é na operação e no time comercial”.

A porcentagem de usuários ativos, aqueles que interagem com os conteúdos, no LeOn tem média mensal de 85%.

A família tem destaque

Democratizar a informação foi um dos principais motivos pelos quais a Leão começou a procurar canais digitais para a comunicação interna e interação.

Fabiano explicou que o espaço físico das organizações deverá ser sempre ressignificado e faz uma analogia que eles são para o RH o que a embalagem é para o consumidor: o primeiro ponto de contato com profissionais.

Com a pandemia, o desafio da distância chegou a novos lugares e a empresa entendeu que não poderia deixar que isso enfraquecesse sua cultura organizacional. E nasceu aí uma inquietude. 

“Como eu faço para colocar a Leão na mão do funcionário, presente na vida e na vida profissional do funcionário, onde quer que ele esteja? Que se a realidade futura for essa, não posso depender do meu espaço físico para ter essa conectividade com ele”. Assim, a ferramenta aproxima colaborador e tecnologia, além de fomentar um comportamento e mentalidade de transformação digital. 

E qual é o próximo passo? Fabiano fala sobre a possibilidade de alcançar com o aplicativo as famílias dos profissionais.

“Se eu quero um funcionário engajado, conectado com o propósito da organização que a gente almeja, que seja cada vez mais apaixonado por essa organização, eu também preciso me conectar com os stakeholders desse funcionário. E ninguém melhor do que incentivar e acreditar nisso do que a família, as pessoas queridas por ele. Se elas reconhecem esse valor, são as primeiras a incentivar que ele esteja com a gente”.

Como fazer comunicação interna na indústria de alimentos e bebidas?

Fabiano dá 3 conselhos para os profissionais de CI neste setor para planejar uma estratégia de comunicação de sucesso.

  1. Se disponha a aprender. E a aprender a reaprender: Muita coisa está “vencida” e não atende mais às necessidades atuais. Então é preciso estar aberto a desaprender para aprender novamente.
  2. Entenda a cultura organizacional atual: Ela não é estática e sua evolução está ligada com a estratégia do negócio e sua conexão com consumidores e clientes. Entendendo isso, usar uma plataforma como a LeOn serve como “vestimenta adequada” unindo o que tem mais valor das soluções do app com os desafios da organização.
  3. Planejamento é tudo: Planeje para você saber o caminho, assuma riscos e aprenda.

PS: Conheça recursos indispensáveis para times de Comunicação Interna na indústria. Com o super app Dialog você agenda conteúdos, segmenta comunicados em poucos passos, analisa rapidamente os resultados e muito mais. Tudo em um único lugar! Fale com representantes Dialog.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e continue nos acompanhando!

Assinatura Marcela hub nova

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nossas novidades
no seu e-mail